Estrategista Mineiro embarca na pré-Campanha presidencial de Marçal! “

Atualizado: 6 de jun.

Michel Neves Winter, marqueteiro político para alguns, lobista para outros, deixa o bolsonarismo e embarca na nova onda marçalista.

Como o planeta gira, o mundo da política sempre tem movimentos de bastidores que fazem a ciranda rodar. O mineiro, Winter, como é chamado no meio publicitário, mostra a que veio com a surpreendente aparição de Pablo Marçal nas pesquisas, com 1% das intenções de voto.


Com apoio de Michelo, Marçal superou até mesmo figuras conhecidas como Luciano Bivar e Eymael. Bivar tem Um bilhão e duzentos mil Reais para campanha, resultantes da fusão entre PSL e DEM, mesmo assim, foi ultrapassado por Marçal.

“ACREDITO QUE O PABLO MARÇAL VAI SUPERAR TODOS OS DEMAIS CONCORRENTES E QUE CHEGAREMOS À VITÓRIA. SABEMOS O CAMINHO QUE TRILHAMOS NAS ÚLTIMAS ELEIÇÕES VITORIOSAS E OS ELEITORES QUE AGORA BUSCAM OUTRO CAMINHO ESTÃO EXERGANDO NO MARÇAL A VITÓRIA CONTRA LULA“, AFIRMOU WINTER AO BSB REVISTA.
Reunião na Barra da Tijuca selou destino da campanha de Bolsonaro e Zema diz Winter
foto: reprodução/brasiltocantins

Winter diz que não está ressentido com Bolsonaro, mas que a fila anda. “Bolsonaro se perdeu em algum momento, então tive que fazer uma opção escolhendo alguém em quem acredito. Me recordo da primeira reunião no Baby Beef na Barra, onde falei para Bolsonaro que ele seria eleito. Nem o presidente acreditava na sua própria eleição, naquele momento”, disse o marqueteiro.


Segundo Winter que diz ter levado para a campanha de Bolsonaro figuras como Ronaldinho Gaúcho, Somália e na fase final, Zema que deu à eleição para Bolsonaro com 7 milhões de votos em Minas Gerais.


Winter conta que quando Bolsonaro precisava de 5 milhões de votos para superar Fernando Hadaad nas urnas, a orquestra montada com sua equipe nos 853 municípios determinou a vitória de Bolsonaro no estado mineiro.


Winter diz também que foi o protagonista do encontro do, então, desacreditado Romeu Zema, com os coordenadores da campanha de Jair e Flávio Bolsonaro em 2018. Segundo o Marqueteiro, uma reunião no QG dos bolsonaros no Golf Olímpico do empresário Carlos Favoreto, mudou o destino dos bolsonaros.


“FOI ESSA ALIANÇA, 'COSTURADA POR MIM' QUE DEU A VITÓRIA AO ATUAL GOVERNADOR ROMEU ZEMA E AO PRESIDENTE JAIR BOLSONARO EM MINAS GERAIS”, CONTA O MARQUETEIRO.

Decisões partiam de acordo com os debates propostos nas campanhas de Bolsonaro e Romeu Zema

Winter diz que na atual conjuntura política, Pablo Marçal é a solução para o Brasil. “Marçal é temente Deus, empresário bem sucedido e tem uma linha de mais de 6 milhoes de seguidores espalhados pelos QGR DO BRASIL e entre todos os candidatos é o mais preparado e equilibrado para conduzir o nosso país”, conclui Winter.


Histórico extra-oficial

Ano 2003:


Ele próprio, alegava ser filho adotivo de Edgar Boy Rossi em Ipatinga-MG.

No mesmo ano, ele embarcou na pré-campanha do prefeito eleito em 2004, que tirou o PT do poder na cidade, após 16 anos de hegemonia, prefeito eleito, pelo antigo PMDB, agora MDB, também nome antigo das diretas já.


Naquela ocasião, Neves, conheceu a viúva do mecânico dono da "Stop Car Marinho" - maior oficina especializada da região, o qual alguns dizem casou-se com ela mesmo em separação total de bens, de cara, passou a andar pela cidade com moto Kavazaki Ninja 1000cc, automóvel Mercedes Bens que a porta só abria com a sua assinatura digital do seu polegar.


Ele alegava ser dos "curumins", equipe que existia na antiga EEP - Escola Estadual Polivante, no município.


Neves, apresentou diversos projetos, sendo alguns deles fracassados e que rendeu prejuízos aos investidores, como por exemplo o show de Novo Som & Pamela, no mês dos namorados no campo do 7 de Outubro.


Na mesma época, que fontes extra-oficiais dizem que são da ordem de +R$4 mi os prejuízos da viúva, organizou outro evento, que desta vez seria no Estádio Lamegão, mas, pelo fracasso nas vendas de ingressos, mudou 2x de lugar, sendo realizado no Campo da Aciaria. O evento, trouxe 5 bandas ou grupos musicais pelo valor do ingresso a R$ 5 - valor da época. Os artistas foram:

Banda 4/1

Grupo Ellas

Fernanda Brum

Pamela

Banda Queds (grupo de Coronel Fabriciano), que ele alegava ser empresário.


O evento foi um fracasso de vendas e de público, gerando mais uma vez prejuízos, o que provavelmente não era essa a intenção, pois afinal, todo mundo que traz shows artísticos, o cunho é a lucratividade.


foto: reprodução/ comentário: grupo de whatsapp que recebemos de pessoa não identificada

Alguém, que não quis se identificar com medo de represálias, contou para a nossa equipe de reportagem, que, Winter, levou-a na casa da viúva, e na presença dos filhos do falecido, pediu R$ 200 emprestado e como garantia, deu 200 ingressos do dito show;

Os ingressos não eram para serem revendidos, e, sim uma forma de garantia de que Neves pagaria R$ 250 ao credor, antes do evento acontecer, o que faltavam menos de 30 dias.


Como Michel nunca pagou, a credora, mais que depressa, se viu forçada a ir no dia do evento, e tratou logo de revender os ingressos, para recuperar o seu capital, o que por muita sorte conseguiu, pois o local do show era muito distante dos centros urbanos, e haviam poucas pessoas comprando ingressos. "O Michel dá prejuízo em qualquer não importando o valor. Ele é um golpista disfarçado e não importa se é R$200 ou R$ 200mi; ele consegue entrar na mente da pessoa e convencer a passar dinheiro para ele", disse o credor que não quis se identificar.


Fora do Brasil:


Michel, desapareceu após um bom tempo da região. Há relatos, extra-oficiais que ele deu golpe até em mulher americana, e, dizem que foi até preso com "dolar" na cueca evandindo-se do país estadunidense.


Ano 2008:

Alguns disseram que Michel foi visto de volta à região e desta vez para buscar um vídeo gravado na Câmara de Vereadores do município no ano de 2007, onde o então Deputado Federal mineiro, mais votado da coligação de 2006 (MDB-PT), Quintão, filho do prefeito de Ipatinga, estava inserido nele; O vídeo continha uma cena que ficou conhecida como "Chute na Bunda". Na ocasião, das eleições municipais de 2008, Quintão que é pai de Leonardo Quintão, era prefeito de Ipatinga-MG tentando reeleição e havia perdido, enquanto o filho que era deputado, disputava o segundo turno à prefeitura de Belo Horizonte, com Márcio Lacerda.


Veja o vídeo do chute na bunda, editado pelos marketeiros de Márcio Lacerda, que, por causa do vídeo, Leornado Quintão, que entrou para o segundo turno, perdeu a eleição para Lacerda:


Fontes extra oficiais dizem que o vídeo foi vendido para a equipe de Márcio Lacerda pelo valor entre R$ 450 mil a R$ 1,5 milhão. Também, antes do vídeo ser vendido para BH, dizem tentaram vendê-lo primeiramente entre R$ 40 mil e R$ 70 mil para a coordenação de campanha de Ipatinga.


Se as informações relatadas aqui são verdadeiras ou não, ninguém o sabe, mas, que Michel tem diversos processos e isso é incontestável, como mostra uma simples pesquisa no Google:

  1. Michel Neves Winter - Processos (jusbrasil.com.br)

  2. Detalhe do Processo · Processo Judicial Eletrônico - 1º Grau (tjdft.jus.br) - Numa rápida pesquisa, no site da justiça do Distrito Federal - PJe, também foi encontrado um processo bem recente, de maio de 2022 contra Michel Neves Winter:

foto: reprodução/dados públicos/ pje Distrito Federal

Ano 2014:


Novamente, após anos desaparecido da região, Neves, aparece outra vez, num comício do tucano Aécio Neves, na campanha presidencial em que Dilma Rousseff(PT) ganhou a sua reeleição daquele ano.


Michel, foi visto pela cidade e entrando dentro do avião do presidenciável.


Ano 2016:

Após desaparecer de cena, Michel é visto fazendo amizade com "Rodrigo" ex dono de um Supermercado, com 2 lojas de bairro no município.


Na ocasião, tanto o "Rodrigo" e um amigo por apelido de "Risada" contaram para amigos, que Winter veio de mansinho fazendo amizade, ao ponto de pegar emprestado valores como R$ 30 mil, depois R$ 80 mil. Em troca de pagar com 30 dias, Michel havia deixado um carro de luxo importado, com recibo preenchido para que o dono do supermercado pudesse esperar. No momento do vencimento da dívida de R$ 30 mil, dizem que Neves ligou para Rodrigo dizendo: "pode passar pra frente, não preciso mais do carro e ficar com o troco". Segundo relatos, o carro valia por baixo, cerca de R$ 100 mil.


Essa foi a isca que, segundo os lesados disseram que Winter usou para fisgar e aplicar os golpes no empresário do ramo de supermercados.


Relatos extraoficiais, dizem que Neves, deu mais de R$ 400 mil em prejuízos ao dono do supermercado, que teve que fechar as portas das 2 lojas e voltar para sua região de origem.


A sorte de Rodrigo e de sua esposa, é que outra rede supermercados, comprou as 2 lojas e assumiu a dívida do então supermercado que estava à beira da falência.

foto: reprodução/ comentário: grupo de whatsapp que recebemos de pessoa não identificada

Ano 2018:

Novamente Michel, aparece no cenário político, não na região, mas desta vez como "marketeiro responsável", como ele mesmo se declara na reportagem, em costurar a dobradinha de Bolsonaro com Zema, em Minas Gerais, o que já relatamos no início da reportagem.


Michel, contou também para alguns investidores em Ipatinga, no ano de 2003, que estava montando em parceria com a Rede Band de Televisão, um programa Gospel de Reality Show, concorrente da Casa dos Artistas e que seria numa fazenda e confinados por 3 meses.


Muitos viram o protótipo do suposto "programa televisivo", que coincidentemente alguns anos depois, a RecordTV trouxe algo semelhante, só que não com artistas gospel, o Reality Show, A FAZENDA.


Tudo o que foi relatado aqui, foram de pessoas que conviveram com Michel, mas, que não quiseram se declarar, por medo de represálias. Contudo não se sabe ao certo a verdade dos fatos, talvez sendo apenas boatos.

foto: reprodução/ comentário: grupo de whatsapp que recebemos de pessoa não identificada

Este cidadão, se marketeiro político ou lobista, faz-nos remeter ao livro: "Mentes Brilhantes".


Direito de Resposta

Como direito de resposta, Neves entrou em contato com nossa equipe se defendendo das alegações, que, como dissemos, nada pode ser provado, a não ser os processos nos sites da justiça pelo país afora, ou, se, os envolvidos que não se declararam, realmente se manifestassem pública e/ou virtualmente.



No seu direito constitucional, Michel, faz questão de que seja acrescentado à matéria da reportagem as seguintes informações:


  • está casado há 22 anos com a mulher citada na reportagem; (A matéria diz que ela a conheceu em 2003, sendo uma conta divergente de 22 anos e sim, no máximo 19);

  • tem 3 filhos com sua mulher e um netinho;

  • tem 2 outros filhos com outra mulher, ambos advogados, sendo um concursado como juiz federal; (o que merece todo o nosso respeito, por seu esforço e dedicação ao chegar ao mais alto grau da vida pública e profissional);

  • seu pai era andarilho e foi assassinado com 17 facadas;

  • foi menino de rua e aos 9 anos de idade, fundou o Clube Curumins;

Neves encerra dizendo que o contexto da matéria é toda inverdade, o que não discordamos concordamos dele, pois, deixamos claro que ninguém nada pode afirmar e que ninguém está o difamando ou caluniando, o que este humilde portal jamais o faria.


#atvdopovo

#12anos

#aGenteSeRevoltaAqui


fonte parcial:https://www.brasiltocantins.com.br/2022/05/29/8542/

162 visualizações0 comentário