'Cenário catastrófico', diz bombeiro de Minas que está em Petrópolis


foto: reprodução/internet/em/uai

A cidade de Petrópolis, no Rio de Janeiro, devastada pelo temporal dos últimos dias, tem previsão de mais chuvas intensas para este sábado (19/2). A tragédia já deixou 136 mortes confirmadas, e agora o número de desaparecidos é de 213. Uma equipe do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) foi deslocada para a cidade e está auxiliando nas buscas. Os 14 militares saíram de Belo Horizonte na tarde desta sexta-feira (18/2) e vão atuar nas buscas por sete dias. O coronel Sérgio Ferreira, do CBMMG, descreveu a situação que avistaram assim que chegaram ao local, no mesmo dia. “Encontramos um cenário catastrófico com muitas marcas de fortes chuvas, lama nas ruas, casas afetadas pelas águas, algumas quedas de barreiras na área urbana, pessoas limpando suas propriedades”, lamenta. Os bombeiros mineiros levaram na bagagem toda a experiência de atuação em várias catástrofes semelhantes, como a do rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho, em 2019. “A situação aqui guarda algumas semelhanças com Brumadinho pela instabilidade do terreno, mas pelo fato de ser área urbana existem outros aspectos complicadores”, compara o coronel Sérgio Ferreira. Ele conta que, por conta dessa bagagem, estão mais preparados para lidar com esta tragédia. “Os bombeiros empregados aqui possuem boa preparação psicológica para este tipo de trabalho. Todos com bastante experiência em atuações nas ocorrências de Mariana (2015) e de Brumadinho (2019), além de atuações na Bahia (2021), Moçambique (2019) e no Haiti (2021)”, afirma. Segundo o militar, o trabalho realizado tem sido focado nas famílias das vítimas. “Temos contato com os familiares nas proximidades das áreas de buscas. Nos esforçamos para que nosso trabalho seja traduzido em esperança e alento para aqueles que tanto sofrem”, reforça. O grupo levou equipamentos próprios como: 1 detector de vida, 1 detector de vida sísmico, 1 bote, 1 barco, 2 geradores, luzes de cena, materiais de escoramento/rompimento, salvamento em enchentes/veicular/terrestre/altura, entre outros. Apesar de a equipe ser formada por especialistas em salvamento e soterramentos, enchentes e inundações, busca e resgate em estruturas colapsadas e buscas com cães, o Coronel contou ainda que não tem sido um trabalho fácil. “A maior dificuldade é a considerável extensão da área de encostas afetadas, pois este é um cenário muito instável, com muitos riscos ao acesso das Equipes de Busca. Por vezes também enfrentamos dificuldades na mobilidade urbana”, aponta. Apesar de a equipe mineira estar com uma previsão de atuar por uma semana, o coronel contou ainda que caso haja necessidade, outros bombeiros de Minas poderão ser mobilizados para esta missão. Além deles, militares de São Paulo, Espírito Santo, Ceará e Maranhão também estão empenhando esforços para auxiliar nesta tragédia. Mais chuva Neste sábado (19), uma forte neblina que começou no meio da manhã e ainda seguia no início da tarde, atrapalhou os trabalhos das equipes, incluindo a retirada de corpos de vítimas. A neblina provocada por nuvens baixas interfere também na limpeza de locais atingidos. “O posicionamento da Zona de Convergência do Atlântico Sul sobre a Região Sudeste manterá as condições de tempo instáveis em Petrópolis, com chuvas a qualquer momento. A partir da tarde, há previsão de pancadas de chuvas intensas devido, também, a instabilidade gerada pelo aquecimento diurno”, indica a previsão com a qual trabalha a Defesa Civil. A previsão de hoje até as 12h de amanhã indica céu nublado a encoberto, com chuvas fracas a moderadas a qualquer momento, com pancadas de chuva moderada/forte nos períodos da tarde e noite. “Ventos com intensidade fraca a moderada, sendo mais intensa nos momentos das pancadas. Temperatura mínima de 15ºC e máxima de 24ºC. A umidade relativa do ar variará entre 80% e 95%”, acrescentou. De amanhã até segunda-feira (21) às 12h, a previsão é de céu nublado a encoberto, com previsão de chuvas fracas a moderadas a qualquer momento. “Com pancadas de chuva moderada/forte nos períodos da tarde e noite. Ventos com intensidade fraca a moderada, sendo mais intensa nos momentos das pancadas. Temperatura mínima de 15ºC e máxima de 24ºC. A umidade relativa do ar variará entre 80% e 95%”, informou. Tags:

#atvdopovo

#12anos

#aGenteSeEnlutaAqui


fonte:https://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2022/02/19/interna_gerais,1346226/cenario-catastrofico-diz-bombeiro-de-minas-que-esta-em-petropolis.shtml

44 visualizações0 comentário