Carlos Wizard, que não compareceu à CPI, está no México

Segundo relatório da Polícia Federal, que tentou a condução coercitiva do empresário para comparecer à CPI da Covid, onde é investigado pelo lobby da cloroquina, ele está na Cidade do México desde 30 de março e desde então não retornou mais ao Brasil